Blog das PME´s

29/10/2018

Business Plan x Gestão Orçamentária, Hora é esta!

Presidente eleito e faltando pouco mais de dois meses para o fim do ano, a economia dá sinais de recuperação e projeta bons índices para um próximo ano mais equilibrado e com crescimento.  Então é chegado o momento de pensar no que aconteceu nos negócios durante o ano corrente e preparar os objetivos e metas para o próximo ano … Para ajudar nesta tarefa, vamos aqui fazer algumas reflexões para colaborar na sua preparação de objetivos consistentes, vejamos:

No início do negócio, elaborar um BP é saber apresentar de forma objetiva e sedutora: Quem é você? Qual a sua ideia? Como pretende operacionalizá-la? Em quanto tempo? Investindo quanto? E, demonstrando como irá faturar e qual a lucratividade do negócio?
Repare que estas indagações, você faz no início das operações da sua empresa e depois que ela já está operando qual a ferramenta de gestão que você utiliza para validar o Business Plan e o Planejamento Estratégico? Vamos agora falar sobre:

Entre as várias ferramentas disponíveis, vamos falar da mais utilizada e mais conhecida de todas o Planejamento Orçamentário em inglês  Budget:

Qual o objetivo desta Ferramenta:

Através da ferramenta de previsão orçamentária é possível projetar o resultado de períodos futuros para compará-los posteriormente ao resultado realizado, sendo uma ferramenta útil não apenas para o planejamento como para o acompanhamento e avaliação dos resultados.

A previsão orçamentária é gerada em planilha de Excel, a partir do plano de contas criado no sistema; na coluna REALIZADO são transportados os valores contabilizados referente à movimentação realizada no sistema (compras, vendas, títulos a pagar, a receber, lançamentos, etc), permitindo comparar o resultado realizado com o previsto no orçamento, gerando uma coluna com a variação entre ORÇADO x REALIZADO.

Solução de Gestão Orçamentária para PME´s

A solução de Gestão Orçamentaria para Pequenas e Médias Empresas da L&Barreiros Controladoria proporciona uma nova experiência no processo de planejamento financeiro e gestão orçamentária para a sua empresa, agregando a flexibilidade e facilidade de uso das planilhas eletrônicas com  simulação de cenários customizadas e aderentes ao Core Business focando e alicerçada nas políticas de Governança Corporativa de nossos clientes.

Utilizamos metodologia que prevê as seguintes etapas:

1-     Planejamento e Cenários

2-     Gestão Tática

3-     Analise e Diagnóstico

Contate a L&Barreiros Controladoria e tenha em mãos uma importante Ferramenta de Gestão para o seu Negócio.  Acesse: www.lbarreiros.com.br

 

Anúncios

A importância histórica e o compromisso do discurso de 28/10/2018 do Presidente eleito Jair Bolsonaro

22/10/2018

Entenda como funciona, quando e como fazer a antecipação de recebíveis:

Manter os pagamentos em dia tem sido tarefa árdua para as empresas brasileiras. Além da crise econômica, erros cometidos na gestão do capital de giro podem gerar consequências bastante graves, deixando a companhia de “calças curtas” quando chega o momento de cumprir com obrigações e o contas a pagar.

Para piorar, muitos empresários acabam tomando empréstimos altamente custosos e confusos, pelo simples fato de não conhecerem uma solução mais simples, rápida e transparente como, por exemplo, a antecipação de recebíveis.

Resultado: o dinheiro em caixa vai minguando.

 

O que é a antecipação de recebíveis?

A antecipação de recebíveis consiste em transformar compromissos de venda a prazo ( contas a receber) em recursos líquidos imediatos, ou seja, transformar uma venda realizada a prazo em uma venda à vista.

 

Quais são as vantagens com relação ao empréstimo?

  • As taxas cobradas sobre esse crédito costumam ser menores do que no caso de empréstimos e não demandam nenhum tipo de garantia além do próprio recebível;
  • Os recursos são liberados com mais rapidez, transparência e com muito menos burocracia, diferentemente dos empréstimos comuns que são mais difíceis para aprovar;
  • Possibilidade de obter recursos de curto prazo,
  • Facilidade de pagamento: quando a empresa recebe o recurso, o crédito já está pago, é muito mais parecido com uma venda do que com um empréstimo;
  • Não impactam o nível de endividamento da empresa;
  • Possibilita que mesmo que empresas com restrições cadastrais obtenham recursos financeiros

 

Quando é aconselhado utilizar a antecipação?

Essa forma de crédito pode ser útil em diversas situações que afetam o capital de giro e o dia a dia financeiro das empresas. Porém, é necessária uma boa compreensão de como funciona a antecipação de recebíveis para que a modalidade seja utilizada de forma inteligente e sustentável. Antes de tomar qualquer decisão, é importante que o gestor faça um diagnóstico da situação financeira da companhia, e busque entender o motivo pelo qual seu fluxo de caixa está “descasado”.

 

Quais cuidados são necessários ao adiantar uma receita?

A primeira tarefa da empresa é avaliar as taxas que serão cobradas na antecipação. É muito importante que o gestor tenha a certeza de que esse custo é compatível com a operação da empresa, e que o mesmo não será prejudicial no longo prazo.

 

Quem faz antecipação de recebíveis?

 

  • Bancos e instituições financeiras
  • Factorings e Securitizadoras
  • Fintechs … esta é uma novidade, trata-se e Startups que fazem estas antecipações pela Internet

 

Bons negócios,

Laecio Barreiros

 

05/10/2018

Gestão e controle da performance das empresas com KPIs (Indicadores de Performance).

Gestão e controle da performance das empresas com KPIs (Indicadores de Performance).

Conheça e aplique as metodologias da L&Barreiros Controladoria.

 

Metodologia dos 3 C’s

Metodologia dos 3 C’s:

 Compliance
 Controladoria
 Crescimento

Criada e Desenvolvida por L&Barreiros Controladoria.

03/10/2018

Setembro acabou, você fez a DRE?

O mês de Setembro acabou!

Você já apurou os resultados do seu negocio, preparou a DRE? Comparou os resultados atingidos com o Planejado ( Budget)? Atingiu os indicadores de desempenho (KPI’s)?

Não seria bom, ter estas respostas todas positivas e já identificar os desvios e ações necessárias para o arranque do final do ano?!

Podemos apoiá-lo nesta missão, contate a L&Barreiros Controladoria.

 

http://www.lbarreiros.com.br

(11)3964-2393

01/10/2018

O que realmente é uma Aceleradora

Recentemente dei publicidade ao processo em que estamos envolvidos na nossa operação da ChurraBom Franquia de Restaurantes com a Relp Aceleradora de Restaurantes.
Surgiram então muitas dúvidas e uma grande procura dos amigos e parceiros para entender melhor do que estávamos falando.
 
O que realmente é uma Aceleradora:
São empresas cujo objetivo principal é apoiar e investir no desenvolvimento e rápido crescimento de startups, ajudando-as a obter novas rodadas de investimento ou a atingir seu ponto de equilíbrio (break even), fase em que elas conseguem pagar suas próprias contas com as receitas do negócio. “Além dos serviços de apoio e benefícios oferecidos, é possível que a aceleradora invista também um pequeno valor financeiro.
Como esse é um assunto muito específico do mundo das startups da área de tecnologia e das empresas de investimento em Venture Capital … Vale ressaltar que no nosso caso, estamos sendo apoiados por uma Aceleradora de Restaurantes com suporte e auxilio em projetos para impulsionar nosso crescimento de forma rápida e acelerada, aportando conhecimento, know-how, network e relacionamentos especiais.
Bons negócios
Laecio Barreiros
(11) 3964-2393

 

27/09/2018

A Arte da Guerra – Atacando com Astúcia

A Arte da Guerra

Sun Tzu

No Capitulo: Atacando com Astúcia

Existem cinco pontos indispensáveis para a vitória:

  • Vencera aquele que souber quando  lutar e quando não lutar
  • Vencera aquele que souber como lidar tanto com as forças superiores quantos as inferiores
  • Vencera aquele cujo exercito estiver animado pelo mesmo espirito em todos os níveis da hierarquia
  • Vencera aquele que, estando preparado, esperara para surpreender o inimigo despreparado
  • Vencera aquele que tiver capacidade militar e não sofrer por parte do soberano

Pense nisso e bons negócios,

Laecio Barreiros

 

 

O medo e suas armas para sair das crises

O grande truque do ” Medo” é se disfarçar de “Cuidado”.

A História e nosso dia-a-dia estão cheios de exemplos de pessoas comandadas pelo medo que se passaram por ou foram confundidas com pessoas cuidadosas, responsáveis e ajuizadas.

No entanto, a principal diferença entre medo e cuidado chega a ser antagônica: o medo cega, o cuidado abre os olhos.

Na verdade, o cuidado é um estado de alerta que até pode vir a ser gerado pelo medo, mas não cede a ele e não retira da pessoa a capacidade de pensar e agir. Já o medo em si, quando domina a pessoa, leva geralmente à paralisia. E não importa se a pessoa em questão é física ou jurídica.

No caso da jurídica, os sintomas são claros e dá para distinguir bem as diferenças: paralisar investimentos, planos e atividades diante de uma crise é sinal de medo. Procurar alternativas e saídas adequadas para continuar ativo diante de uma crise é cuidado.

É claro que quem tem supra-renal tem medo e não seria normal se empresas e empresários não sentissem um frio na espinha diante de um cenário como o que gerou esta crise mundial.

Mas o problema não é ter medo. O problema é o medo ter você.

Posso falar por mim. A Neogama nasceu em 1999, no exato momento em que o real perdia a paridade com o dólar. O fato é que depois de meses de preparação e expectativa, quando tudo ficou pronto para lançar a agência, quis o destino que o Brasil exercitasse novamente sua vocação de montanha-russa, fazendo o consumo despencar, a produção refrear e a incerteza voltar. Bateu o medo. Seria aquele o momento certo para lançar uma agência no mercado? O medo me dizia que não. Mas o fato é que se crises impõem dificuldades, elas ao mesmo tempo sorteiam oportunidades. E foi pensando nos consumidores que precisariam ser tirados da apatia, nos estoques que precisariam ser escoados e no market share que precisaria ser defendido ou ampliado que decidi que a Neogama iria nascer. Mesmo que batizada na pia da crise e tendo como berço um carrinho de montanha-russa. Hoje ela está entre as dez maiores agências do mercado, preparando-se para comemorar o décimo aniversário com outra crise de presente.

Mas a crise de agora é diferente, dirão os “ajuizados”. E eu digo que elas sempre serão diferentes e que isso não importa. A única coisa que importa é a nossa reação diante delas. É a maneira como nos adaptamos a suas mutações e seguimos em frente, inoculados por uma imunidade maior, adquirida pelo conhecimento e a vivência. No fundo, toda crise econômica é uma crise humana e ética, e passar por ela é um processo inevitável de depuração da nossa sociedade de consumo.

Mas note que há uma diferença fundamental de atitude no processo de passar por uma crise: você pode passar por ela ativo. Ou pode ficar parado e a crise passa por você. Mais precisamente, sobre você.

O lendário piloto escocês Jackie Stewart dizia que sempre que havia um problema na pista acelerava tentando fazer seu melhor tempo, porque sabia que naquele momento os outros pilotos estavam instintivamente tirando o pé. Outro exemplo, bem atual, responde pelo nome de Obama. Todos sabemos que o candidato do Medo era McCain, mas os americanos votaram contra o medo e escolheram a alternativa que propõe ação e mudança ao invés de conservadorismo.

E existe também o fator psicológico: crise é um problema real, mas que se alimenta do medo que temos de que ela seja grande demais para nós enfrentarmos. É aí que o medo e suas armas – a cegueira e a paralisia – entram e podem tornar qualquer crise maior do que ela em principio é. O sociólogo W. I. Thomas define muito bem esse fenômeno: “Se as pessoas acreditam que algo é real, elas vão agir de uma forma que vai tornar aquilo real.” Ou seja, temendo cegamente uma crise, ajudamos a espalhar seu vírus e ampliamos seu efeito.

A verdade é que são momentos como o que estamos vivendo agora que separam o joio do trigo, o capitão do capataz, o medo do cuidado.

Não existe receita pronta para enfrentar situações como esta, mas um bom ponto de partida pode ser achado neste fato: “crise” e “criatividade” são palavras que começam com a mesma sílaba.

Mas só a segunda termina com “atividade”.

Kicker: O cuidado é um estado de alerta, que não retira da pessoa a capacidade de pensar e agir. Já o medo leva à paralisia

(Gazeta Mercantil/Caderno C – Pág. 6)(Alexandre Gama – Presidente e diretor de Criação e planejamento da Neogama/BBH)

Fonte: Gazeta Mercantil (Brasil)

Data da matéria: 11/11/08

Incrível como este texto é atual! Apesar de publicado a quase 10 anos … detalhe, o Jornal Gazeta Mercantil, nem existe mais …

APENAS 50% DAS PEQUENAS EMPRESAS QUE TENTAM OBTER CRÉDITO TEM SUCESSO.

Pequenas e micro indústrias têm dificuldade para obter crédito. Somente metade das micro e pequenas indústrias paulistas que tentaram obter crédito em julho conseguiu — o equivalente a 6% do total. Os dados são de levantamento do Sindicato das Micro e Pequenas Indústrias do Estado de São Paulo (Simpi). A retração da atividade industrial também colaborou para a queda da busca por crédito, de 16% para 12% das empresas, em um mês. A taxa de juros é apontada por 40% dos empresários como o principal dificuldade na hora de tomar crédito; 26% deles dizem que a falta de linhas de financiamentos adequadas é o maior problema.

A L&Barreiros Controladoria, tenha a solução para esta dor da pequena empresa, o KIT BANCOS:

Planejamento e organização para obtenção de boas linhas de credito para colocar o caixa em ordem ou investir em sua empresa para crescer!

Sabemos que esta não é uma missão das mais fáceis, pois além de comprar, vender, produzir, operar e administrar, também tem que cuidar do relacionamento e da burocracia com os bancos, isto tudo concorre entre si e não sobra tempo para cuidar deste relacionamento difícil com os fornecedores de credito (Bancos e Instituições Financeiras).

Pensando nisso a L&Barreiros Controladoria, incluiu no seu portfólio de produtos e soluções, o “Kit Bancos”, que ira ajudar ao empreendedor nesta difícil tarefa de obter empréstimo.

Além de identificar qual a melhor linha de credito possível ou disponível, para conseguir um empréstimo, preparamos uma apresentação no formato dossiê com todos os requisitos necessários para conseguir de forma rápida e segura.

Veja a seguir o que compõe o o “Kit Bancos”, e os documentos necessários para conseguir um empréstimo empresarial no banco:

  • Apresentação da empresa com breve relato, histórico e imagens
  • Contratos Sociais
  • Balanços Patrimoniais e DRE´s
  • Pareceres de Auditoria Independente (se houver)
  • DIPJs (Declarações de Imposto de Renda)
  • Fluxos de Caixa (Realizados e Projetados)
  • Plano de Negócios
  • Relatórios Gerenciais e Indicadores  de Performance, incluído: PMP, PMR, Aging List, Maiores Clientes, Maiores Fornecedores, Giro e Valor dos Estoques, Relação de Ativos e Equipamentos
  • Dados cadastrais dos Sócios
  • Identificação e Apontamento de Garantias

Contate a L&Barreiros Controladoria para um Diagnóstico Inicial Grátis.

Laecio Barreiros

(11) 3964-2393

e-mail: lbarreiros@lbarreiros.com.br

 

Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.