Blog das PME´s

13/09/2018

Regra 80/20

Fizemos algumas experiências na consultoria aplicada a redução de custos, despesas e análise de rentabilidade de produtos vendidos com base na Regra de Pareto e apoiada nas pesquisas e avaliações do autor Chris Anderson, autor do livro “The Long Tail”, os resultados foram bem impressionantes e já incorporamos às metodologias de trabalho da L&Barreiros Controladoria.
Acompanhem a seguir um resumo do conteúdo:
A manifestação mais conhecida das distribuições Pareto/Zift é a Regra 80/20, que geralmente é usada para explicar que 20% dos produtos geram 80% das receitas, ou 20% de nosso tempo é responsável por 80% de nossa produtividade, e numerosas outras avaliações que apresentam essa característica comum de uma minoria exercer impacto desproporcional.
Entretanto a Regra 80/20 é sempre mal interpretada, por três razões. Primeiro, nunca são exatamente 80/20. A maioria dos mercados de grandes estoques que o autor estudou é 80/10 ou ate menos (não mais de 10% dos produtos geram 80% das vendas).
Caso você esteja constatando que 80/10 não corresponde a 100%, essa é a segunda característica confusa da regra. Os 80 e os 20 são percentuais de coisas diferentes e, portanto, não precisam totalizar 100. Um percentual se refere a produtos e outro, a vendas. Pior ainda, não existe convenção padronizada sobre como expressar a relação entre as duas variáveis ou que variável manter constante. Dizer que um mercado tem forma 80/10 ( 10% dos produtos abrangem 80% das vendas) pode ser o mesmo que dizer que ele 95/20 ( 20% dos produtos respondem por 95% das vendas).
Finalmente, a regra é mal compreendida porque as pessoas a usam para descrever fenômenos diferentes. A definição clássica é sobre produtos e receitas, mas a regra também pode ser aplicada a produtos e lucros.
Um dos erro de interpretação mais perniciosos é presumir que a Regra dos 80/20 é um convite a manter em estoque apenas 20% de mercadorias que respondem pela maioria das vendas. Esse engano decorre da observação de que a Regra dos 80/20 é basicamente um estimulo a ser discriminatório quanto a composição dos estoques, pois, caso as estimativas estejam certas, as conseqüências podem exercer efeito desproporcional sobre o negocio.
Essa é razão por que o autor disse que a Cauda Longa era a morte da Regra 80/20, embora, na realidade, a regra em si não seja nada do que em geral se supõe, em face das más interpretações. Na realidade, a regra 80/20 é apenas o reconhecimento da existência, em determinado caso, da distribuição de Pareto, e de algumas coisas venderão muito mais do que outras, o que é verdade nos mercados de Cauda Longa, assim como nos mercados tradicionais.
No entanto, a novidade da Cauda Longa é oferecer estímulos para não se deixar dominar pela regra. Mesmo que 20% dos produtos gerem 80% da receita, isso não é razão para não oferecer os outros 80% dos produtos. Nos mercados de Cauda Longa, em que os custos de carregamento de estoques são baixos, há incentivos para oferecer tudo, qualquer que seja o volume de vendas. Quem sabe se, com boas pesquisas e recomendações, alguns produtos dos 80% menos vendáveis não se convertam em produtos dos 20% mais vendáveis ? Como os varejistas tradicionais ( economia real ) incorrem em custos de estoque significativos, os produtos que não vendem bem tendem a não gerar lucro. Assim, praticamente, todo o lucro decorre dos 20% dos produtos que realmente vendem bem.
Acho que vale a pena a reflexão, estudar um pouco mais os cases de sucesso das empresas pontocom e avaliar a sua aplicação nas empresas da chamada economia real.
Bons Negócios,
Laecio Barreiros
‪+ 55 11 99999-5004‬
http://www.lbarreiros.com.br/
www.linkedin.com/in/lbarreiros
L&Barreiros Controladoria
Consultoria em Planejamento, Finanças e Contábil para PME´s
Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: