Blog das PME´s

26/02/2013

A importância de um contador para a PME

fita-metrica__84986_zoom

Muitos empreendedores precisam lidar com as finanças e na maioria das vezes não possuem conhecimento suficiente para analisar corretamente o balanço diário ou mensal da empresa. Essa situação nos deixa a seguinte questão:  como essa lacuna pode impactar nos negócios?

Segundo Laécio Barreiros, Empreendedor, CFO, Controller, Consultor em Planejamento, Finanças, Controladoria e Governança Corporativa para PMEs, a empresa é como um corpo humano e precisa ter todos os seus órgãos ou departamentos funcionando corretamente e simultaneamente, para que o organismo tenha um bom funcionamento . “Em uma empresa, de que adianta se você tem uma enorme capacidade de venda e acesso ao mercado se não tem capital de giro para comprar matéria-prima para produzir e transformar em produto acabado e então obter a venda?”, questiona.

Por isso, mesmo que os empreendedores não possuam conhecimento administrativo adequado, é importante que o empresário busque suprir essa necessidade. Essa é a importância de ter um profissional de contabilidade apoiando as empresas em seus processos diários.

Barreiros afirma que por muito tempo estes profissionais que na sua grande maioria são empresas prestadoras de serviço para as PMEs, ficaram relegados apenas a função de simples lançadores de impostos e cumpridores de obrigações fiscais, com uma atuação muito parecida com a de despachantes. No entanto, o mundo mudou e é preciso que o empreendedor também possa se adaptar às novas necessidades do mercado.

“Hoje, para ser competitivo e ter um diferencial,  o empreendedor  tem que ter um rápido e eficiente modelo de gestão de negócios com acompanhamento de indicadores, conhecimento em tempo real das margens de contribuição e rentabilidade por negócios, produtos, clientes, giro de estoques, produtividade, entre outras … isso só é possível, com um sistema de gestão integrado, seja ele informatizado ou não  e esta integração, só acontece com a inclusão do contador no processo e nas rotinas da empresa”, ressalta o executivo.

Além de verificar o fluxo de caixa, o profissional contábil irá participar na definição dos melhores preços, auxiliar a fixar uma margem de lucro, analisar as dívidas e ativos da empresa, logística de compra e venda para o estoque e outros processos que envolvem encargos, custos e aquisições da empresa.

“Logo, o contador é muito mais que um simples apontador de impostos, ele tem que fornecer as ferramentas de suporte para uma boa tomada de decisão e gestão de sua empresa”, conclui Barreiros.

Empreendedor, você sabe como andam as finanças da sua empresa?

Fonte: http://www.pensandogrande.com.br/a-importancia-de-um-contador-para-a-pme/

 

16/02/2013

QUER VIRAR PATRÃO? CONHEÇA OS 10 PASSOS PARA ABRIR SEU PRÓPRIO NEGÓCIO

chefão

Montar um negócio não é tarefa das mais fáceis. Força de vontade, persistência, criatividade, grana, são fundamentais, mas tem mais, muito mais… O fundamental é traçar um plano e, para começar, aqui vão 10 passos para se começar a trilhar e planejar o caminho para alcançar o sonho de empreender.

1. Misture-se a outros empreendedores. Há encontros de empreendedorismo em várias cidades, onde você pode encontrar sócios, parceiros e clientes, bem como ouvir tanto histórias de sucesso quanto de fracasso.

2. Aprenda a planejar seu negócio, seja para o tradicional (off-line) ou virtual. Assim, é possível sentir como anda o mercado e traçar uma estratégia ou projeto.

3. Busque o sócio ideal, de preferência, alguém que tenha capacidades complementares e com quem você possa dividir as tarefas. Tenha claro o time que você almeja.

4. É preciso fazer uma previsão do fluxo de caixa dos negócios. Pergunte a si mesmo quanto dinheiro será necessário para abrir o negocio e em quanto tempo esse caixa se tornará positivo.

5. Preparo psicológico também deve ser levado em conta – e pode ser até mais importante do que planejamento estratégico. Conte com a ajuda de um ou dois mentores, fazendo reuniões com eles a cada dois ou três meses para trocar experiências.

6. Divida seu tempo. Antes de começar um negócio, é importante conversar com a família e ter uma conversa franca, para que todos entendam que este será um “momento diferente”. Empreender é algo que precisa de investimento emocional.

7. É importante sempre interagir com o mercado consumidor, principalmente nos primeiros seis meses. Vá a feiras, agências e afins, todos voltados ao público que te interessa.

8. Contrate bons profissionais. Atenção também na hora de contratar uma empresa de contabilidade.

9. Esteja ao lado da lei. Tire os alvarás de funcionamento, autorizações e documentos públicos. Não esqueça que isso requer tempo, pois existe uma burocracia por trás de todo este processo.

10. Busque inspiração constantemente para ser um bom empreendedor. Goste de negócios, vá atrás de informações de grandes empresas e empreendedores que você admira. Leia sobre o assunto e estude a respeito. A inspiração pode vir até mesmo da concorrência – mas não somente dela.

 Fonte: Marcelo Nakagawa, coordenador do Centro de Empreendedorismo do Insper,

http://canaldoempreendedor.com.br/quer-virar-patrao-conheca-os-10-passos-para-abrir-seu-proprio-negocio/?utm_source=Canal+do+Empreendedor+News&utm_campaign=61cecab0c5-Meus_contatos1_17_2013&utm_medium=email

Blog no WordPress.com.